quinta-feira, 30 de julho de 2009

Maiorias não, obrigado!

Os artigos de opinião de Mário Crespo são uma das minhas leituras frequentes. Este título é seu, no artigo publicado no JN no dia 27. Aqui fica a ligação: http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=M%E1rio%20Crespo

terça-feira, 28 de julho de 2009

Temos candidato!

Após um longo período de reflexão e ponderação aceitei o convite do B.E. para na qualidade de independente me candidatar à Presidência da Câmara Municipal de Ovar em 11 de Outubro próximo. Alcides Alves, actual Presidente da Junta de Freguesia de Esmoriz, será o candidato à Presidência da Assembleia Municipal.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Alerta! Vídeo desaconselhavel a menores de humor!


video

Henrique Neto - correcção

Em 21/6/09 sob o título "Político... que futuro" apresentei um texto da autoria de Henrique Neto que identifiquei como co-fundador da Iberomoldes. Recentemente fui esclarecido pelo autor que não era a pessoa a quem me referi. Reitero a minha concordância com o seu texto e apresento as minhas desculpas pela associação indevida.

domingo, 19 de julho de 2009

Águas: PCP contra dispersão em bolsa do capital da AdP

Deixo aqui a síntese de uma notícia no "Diário Digital" que despertou a minha atenção: "O deputado da CDU Honório Novo manifestou-se hoje contra a anunciada dispersão em bolsa do capital da Águas de Portugal (AdP), pelos eventuais efeitos no aumento das tarifas praticadas aos consumidores." http://diariodigital.sapo.pt/dinheiro_digital/news.asp?id_news=120649.

sábado, 18 de julho de 2009

Incêndios atingiram matas de Ovar


A meio da tarde de ontem e quando se concluia uma reunião do Conselho Municipal de Segurança no Salão Nobre da Câmara Municipal de Ovar deflagava um incêndio na mata próximo da Habitovar e do Bairro de S. José. Pouco tempo depois aconteceu o mesmo nas traseiras do antigo Modelo em S. João de Ovar, muito próximo da Clínica de Santo António, das habitações da Estrada de S. João e da fábrica Tamfelt (antiga Fanafel). Viveram-se momentos de grande preocupação face ao intenso vento que se fazia sentir. O fumo chegou a toldar o sol, estendeu-se por uma longa distância e as cinzas chegaram a cair na zona central de Estarreja. A protecção civil e as equipas de intervenção permanente estiveram muito bem. A pronta intervenção dos bombeiros coadjuvados pelo apoio aéreo controlaram e extinguiram o incêndio. Para eles aqui fica o meu sincero reconhecimento pela forma dedicada, árdua e reveladora de grande profissionalismo com que actuaram.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

MCCO leva a efeito 4.º Plenário de Cidadãos

O Movimento de Cidadãos do Concelho de Ovar convocou um Plenário de Cidadãos para as 21H30 desta quinta-feira, dia 16 de Julho de 2009, a realizar no auditório da Junta da Freguesia de Ovar. Convidou-me como orador sobre “A situação económica e social do Concelho de Ovar” e à Dr.ª Albertina Magalhães, Mestre em Psicologia para abordar o tema "O desenvolvimento das competências organizacionais das PME". Seria bom encontrarmo-nos lá!

terça-feira, 14 de julho de 2009

O humor corrosivo de Ricardo Araújo Pereira


Sou um apreciador do talento e nível intelectual de Ricardo Araújo Pereira e leitor assíduo das suas crónicas na "Visão". Às vezes concordo. Outras nem por isso. Mas leio-as com avidez! Da última transcrevo: "Mas impressiona que até Deus, na sua infinita bondade, também já tenha perdido a paciência com o governo do PS." Fiquei mais aliviado. É que eu também. A crónica pode ser lida na íntegra em: http://aeiou.visao.pt/haste-la-vista-pinho=f515833.

domingo, 12 de julho de 2009

Recital de dança da Escola de Bailado do Órfeão de Ovar

Foi magnífico o recital de dança realizado hoje no Europarque pela Escola de Bailado do Órfeão de Ovar. Teve alegria, emoção, graciosidade e beleza artística. Como ovarense e como autarca sinto-me muito orgulhoso que uma instituição de Ovar apresente um trabalho desta qualidade. O potencial cultural endógeno desta e de outras instituições concelhias tem que integrar de forma significativa a programação cultural do Centro de Arte de Ovar. Parabéns aos elementos dos órgãos sociais do Órfeão, às professoras, aos alunos e bailarinos convidados e a todos os que de alguma forma contribuiram para aquele belíssimo espectáculo.

Deolinda no Dolce Vita

Tiveram uma actuação soberba. Pena que não tenha sido no Centro de Arte. Aqui fica a primeira quadra da canção "movimento perpétuo associativo" uma das várias que fizeram vibrar o público.
Agora sim, damos a volta a isto!
Agora sim, há pernas para andar!
Agora sim, eu sinto o optimismo!
Vamos em frente, ninguém nos vai parar!

sábado, 4 de julho de 2009

Safar postos de trabalho... ou uma Fundação

Hoje Joe Berardo anunciava que endereçou convite ao ex-Ministro Manuel Pinho para trabalhar na sua Fundação. São conhecidas as peculiaridades na forma de ambos se exprimirem. Após a exuberante expressão gestual no hemiciclo, Manuel Pinho disse não ver razões para se demitir enquanto estivesse a "safar" postos de trabalho. Como se demitiu presumo que já não conseguiria safar mais. Provavelmente Manuel Pinho será agora mais útil a Joe Berardo a safar a Fundação. A propósito, no "word" aparecem como sinónimos de "safar": apagar, desgastar, extrair, raspar, tirar, gastar, desembaraçar e livrar. O léxico de Manuel Pinho é de facto muito original.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Com bandarilhas de esperança

Esta é a imagem da semana. Triste imagem que continuará a ser comentada até à exaustão. Há um texto que penso valerá a pena ler cuja ligação aqui fica: http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS_OPINION&id=376188
Pela força e actualidade relembro a letra da "Tourada" de 1973 de Fernando Tordo e José Carlos Ary dos Santos.

"Não importa sol ou sombra
camarotes ou barreiras
toureamos ombro a ombro
as feras.
Ninguém nos leva ao engano
toureamos mano a mano
só nos podem causar dano
espera.
Entram guizos chocas e capotes
e mantilhas pretas
entram espadas chifres e derrotes
e alguns poetas
entram bravos cravos e dichotes
porque tudo o mais
são tretas.
Entram vacas depois dos forcados
que não pegam nada.
Soam brados e olés dos nabos
que não pagam nada
e só ficam os peões de brega
cuja profissão
não pega.
Com bandarilhas de esperança
afugentamos a fera
estamos na praça
da Primavera.
Nós vamos pegar o mundo
pelos cornos da desgraça
e fazermos da tristeza
graça.
Entram velhas doidas e turistas
entram excursões
entram benefícios e cronistas
entram aldrabões
entram marialvas e coristas
entram galifões
de crista.
Entram cavaleiros à garupa
do seu heroísmo
entra aquela música maluca
do passodoblismo
entra a aficionada e a caduca
mais o snobismo
e cismo...
Entram empresários moralistas
entram frustrações
entram antiquários e fadistas
e contradições
e entra muito dólar muita gente
que dá lucro as milhões.
E diz o inteligente
que acabaram as canções."

Nós e a crise - 1


Na passada semana gozei umas curtas mas retemperantes férias no Algarve aproveitando para desfrutar de algumas das belíssimas praias. Durante a estada, uma notícia despertou a minha reflexão: produtores de leite reclamavam que as grandes superfícies comerciais vendiam leite oriundo de outros países a preços muito baixos e que eles não conseguiam vender o que produziam, o que estaria a ser ruinoso para o sector. O Ministro Jaime Silva prometeu fiscalização e apelou a um maior consumo de leite e que fosse de origem nacional. Tem sido anunciado que, decorrente da crise que se faz sentir, aumentou muito o consumo de produtos de marca branca nos supermercados. Mas quantos se preocupam quando vão às compras se é ou não produto nacional? Isto significa que as pessoas mudam os hábitos de consumo quando são financeiramente afectadas de forma directa, mas infelizmente, raramente o fazem noutras circunstâncias entendendo que isso deve ser preocupação dos outros. Também foi noticiado que em Maio havia no País cerca de 490.000 desempregados sendo que os inscritos nos centros de emprego do Algarve aumentaram 82 por cento, face ao mesmo mês de 2008, com a região a sofrer a maior subida do país pelo sétimo mês consecutivo. Em Ovar, o desemprego é um flagelo e os inscritos são já 3.780 ultrapassando os 13,2%. O endividamento do País é também um grave problema e o Senhor Presidente da República no seu discurso no 10 de Junho chamava a atenção para esse facto, apelando ao esforço de todos. As receitas do turismo são cruciais para Portugal. É certo que são cada vez menos os portugueses que podem fazer férias mas quem as pode fazer deve ter o gesto patriótico de este ano as gozar em Portugal. Do Minho ao Algarve, dos Açores à Madeira, no campo ou na praia, numa pousada ou no campismo, na tranquilidade de um SPA ou sentindo a adrenalina dos desportos radicais, saboreando a natureza ou usufruindo do requinte de um hotel de luxo, não faltarão motivos de interesse, nem variedade de opções para que, com o seu consumo contribua para estimular a nossa economia, se reduza o défice externo e se criem novos empregos. E porque não passar uns dias no concelho de Ovar, comprando no comércio tradicional ou num centro comercial, usufruindo das extensas praias, pescando ou passeando na Ria, fazendo um piquenique ou caminhada pela mata, saboreando um peixinho grelhado ou deixando-se cair na doce tentação do Pão-de-ló de Ovar?